O Tribunal do Júri Popular de Mossoró realiza nesta quarta feira 21 de julho mais uma sessão de julgamento de sua pauta anual. Hoje está sentado no banco dos réus, é Douglas Santos da Silva, atualmente preso no presídio de Pau dos Ferros.

Ele está sendo julgado pelo assassinato de Edvaldo Gomes da Silva, crime ocorrido no dia 19 de setembro de 2018, na Rua Francisco Edson no Bairro Nova Betânia em Mossoró. A vítima trabalhava como pedreiro e era o padrasto do acusado. 

Edvaldo Gomes, foi executada com vários disparos de arma de fogo dentro de casa. Na defesa do réu está atuando a defensora pública, Leylane de Deus Torquato Alencar de Andrade e na acusação, representando o Ministério Público Estadual, o promotor de justiça Armando Lucio Ribeiro.

Os trabalhos estão sendo presididos pelo juiz Vagnos Kelly de Figueiredo de Medeiros. Os destinos do réu serão decididos pelo Conselho de Jurados, formado por sete pessoas da sociedade local, que vai analisar as teses apresentadas em plenário pela defesa e pela acusação, para decidir se o condena ou o absolve.